406 Norte, Bloco C - Asa Norte

Sebinho Café: Seg a Sex: 12h - 23h. Sábados 8h30 - 23h

Livraria: Seg a Sáb: 09h - 22h

Avaliação e Compra pela loja: Seg a Sáb: 09h30 - 17h

(61) 3447-4444

(61) 

sebinho@sebinho.com.br

Hora de Clarice no Sebinho reúne este ano:   Clarice Lispector, Emily Dickinson e Cássia Eller.

 

A comemoração da Hora de Clarice este ano no Sebinho vai juntar três mulheres geniais que nasceram no dia 10 de dezembro: Clarice Lispector (1920-1977), a poeta norte-americana Emily Dickinson (1830-1886), e a cantora Cássia Eller (1962-2001).

 

Pulsações, subtítulo da obra póstuma de Clarice, Um Sopro de Vida, é o conceito que amarra o encontro do trio.

 

Pulsações tem a ver com os ritmos musiciais que percorrem Um Sopro de Vida, e que também são centrais na produção de Emily Dickinson e Cássia Eller. A cantora lírica Janette Dornellas interpretará poemas musicados de Emily, e canções que apresentou junto com Cássia Eller no início de suas carreiras. Detalhe: Cássia foi uma grande admiradora de Clarice.

 

Pulsações tem a ver com o drama da criação poética e da afirmação da identidade da escritora brasileira e da poeta estadunidense.

“Não consigo imaginar uma vida sem a arte de escrever ou de pintar ou de fazer música”, diz o Autor, personagem de Um Sopro de Vida, criador da outra pessoa da narrativa, Ângela Pralini, o alter-ego de Clarice. “Escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida”, diz ele.

 

Em carta ao seu conselheiro literário, Thomas Higginson, Emily Dickinson afirmou: “Quando me declaro a representante do verso, não me refiro a mim, mas a uma suposta pessoa”. Por óbvio, a americana, como Clarice, sabia separar a criadora da criatura (o eu lírico).

 

Pulsações tem a ver com o brilho de estrelas como Cássia Eller.

 

Pulsações tem a ver as batidas do coração e com a memória afetiva dos leitores e ouvintes dessas três mulheres gigantescas.

1) Pulsações de Clarice: palestra com leituras pela poeta Maria Lúcia Verdi, mestre em Literatura Brasileira, colunista de cultura e comportamento do site Brasiliários, autora de sete livros, o último dos quais, em voz baixa, editado pela Iluminuras;

 

2) Varal Literário: leitura voluntária de textos de Clarice Lispector por parte do público;

 

3) Nasce a Palavra: apresentação de Emily Dickinson pelo jornalista Antônio Carlos Queiroz;

 

4) A cantora lírica Janette Dornellas interpreta seis poemas de Emily Dickinson musicados pelo compositor Aaron Copland;

5) Varal Literário: mais uma sessão de leituras voluntárias de textos de Clarice por parte do público;

 

6) A professora Michelle Alvarenga e o jornalista Antônio Carlos Queiroz declamam poemas de Emily Dickinson em inglês e português;

 

7) Varal Literário: última sessão de leituras voluntárias de textos de Clarice por parte do púbico;

 

8) Encerramento: Janette Dornellas apresenta canções que interpretou com Cássia Eller no início conjunto de suas carreiras.