406 Norte, Bloco C - Asa Norte

Sebinho Café: Seg a Sex: 12h - 23h. Sábados 8h30 - 23h

Livraria: Seg a Sáb: 09h - 22h

Avaliação e Compra pela loja: Seg a Sáb: 09h30 - 17h30

    Lançamento: "O Almanaque dos Motta - Uma aventura nas Minas Gerais" - 06 de Dezembro, 18h



    O Almanaque dos Motta, Editora Ramalhete - a ser lançado em Brasília na sexta-feira dia 06 de dezembro no Bistrô e Livraria Sebinho da 406 Norte a partir das 18:30 horas - é uma história de família, mas é muito mais que simples genealogia familiar. O autor, o jornalista e professor universitário Luiz G. Figueiredo Motta situa a trajetória da família Motta na história regional, contextualiza episódios, lugares, as transformações econômicas e concessões de sesmarias que forjaram a história de Minas Gerais nos séculos XVIII e XIX. 


    O epicentro da narrativa é a histórica Fazenda Rio de São João, origem da família, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional desde 1973. Em exaustiva pesquisa, o autor recupera a vida cotidiana em um domicilio rural do inicio do século XIX, o que se comia, o que vestiam os fazendeiros e escravos, como os doentes eram tratados pela medicina popular, e o papel dos cirurgiões-barbeiros (paramédicos da época). Relata a conturbada vida política de Minas Gerais no período colonial, o apoio político da família à independência do Brasil, e a participação dos patriarcas na defesa do país que nascia. Revela a presença dos Motta na coroação de D. Pedro I e a militança política de quatro irmãos Motta na Revolução de 1842. Antes da batalha de Santa Luzia, naquele ano, Duque de Caxias e sua tropa inteira se hospedaram na Fazenda. 


    O autor relata também a visita do naturalista Georg Langsdorff à Fazenda, destacando uma singular observação do explorador russo: a Fazenda Rio de São João foi o único domicílio visitado por ele no Brasil colonial onde as mulheres comiam à mesa, junto com os homens e visitantes. Nas demais residências, as mulheres ficavam escondidas na cozinha. O livro destaca a religiosidade do povo mineiro e a fundação pela família de uma igreja, que acabou virando cidade. Conta a heróica vida dos tropeiros, as dificuldades de uma viagem em mulas do Rio de Janeiro até Ouro Preto, a presença de bandoleiros, crimes, pecados e punições. Mostrando que no inicio do século XIX Minas Gerais era uma terra de negros, o livro dá um destaque especial ao trabalho escravo, à vida cotidiana e o cemitério particular deles, e ao registro de nascimento e morte dos negros em um precioso livro guardado até hoje pela família. Com uma criativa diagramação retrô, muita ilustração, histórias pitorescas e causos, o Almanaque dos Motta é muito mais que o relato de uma saga família: é uma preciosidade histórica.


    O que: Lançamento de livro

    Título: O Almanaque dos Motta - Uma aventura nas Minas Gerais

    Autor: Luiz G. Figueiredo Motta, jornalista e professo

    Editora: Editora Ramalhete, Belo Horizonte

    Quando: dia 06 de dezembro de 2019

    Onde: Bistrô, Café e Livraria Sebinho - SHCN 406 Bloco C Loja 72 - Asa Norte